Evasão no EAD

Domingo, 12 de Julho de 2020  .  Leitura: 2 minutos

Sabemos que um dos maiores desafios enfrentados por instituições de ensino EAD é o problema da evasão. Além de levar prejuízo financeiro às instituições, contribui para a crescente desconfiança com o ensino a distância no Brasil.

Existem ações que podem ser tomadas para aumentar a retenção de alunos e evitar a evasão no EAD. Confira algumas dicas neste artigo:

O que é a Evasão no EAD?

O termo evasão diz respeito àqueles alunos que abandonam e não concluem os cursos, independente se cursaram ou não alguma parte deles. Existem vários fatores que podem impulsionar a evasão e, infelizmente, no EAD esses problemas são ainda maiores. Nos dados do CENSO EAD, estava previsto que para cursos 100% online a taxa de evasão chegava a 50%.

Se retirarmos fatores fora do escopo das instituições, como a dificuldade financeira enfrentada por alguns alunos, podemos citar alguns problemas relevantes que podem levar à evasão:

  • Quebra de expectativa: é muito importante que os cursos entreguem o que prometem! As tais propagandas enganosas são responsáveis pela maior parte das frustrações e, se os alunos não encontram aquilo que esperavam, podem desistir do curso logo no início.
  • Dificuldade de adaptação com a modalidade: o nosso ensino tradicional ainda é muito focado no presencial, então, é possível que as pessoas tenham dificuldade de adaptação com o ambiente online.
  • Dificuldade de adaptação com a tecnologia: outra questão é a dificuldade de usar as tecnologias do curso. Dependendo da faixa etária, por exemplo, algumas pessoas podem ter mais familiaridade que outras na utilização de tecnologia.
  • Aulas não-atrativas: e claro, um grande fator contribuinte para a evasão EAD, assim como no ensino presencial. são aulas que não agradam e não atraem os alunos.
  • Falta de interação: o ensino EAD depende muito na qualidade da interação entre alunos, professores, gestores e instituição. Se essa comunicação é difícil, os alunos podem se sentir desengajados e distantes das instituições, levando a uma queda de engajamento e, consequentemente, a desistência dos cursos.

Esses são apenas alguns dos fatores que podem impulsionar a evasão no EAD. É importante lembrar, porém, que existem ações que podem ser tomadas para tentar contornar, ao máximo, esse problema.

Como diminuir a evasão no EAD?

O primeiro passo é planejar um curso que realmente atenda não só às expectativas dos alunos, mas também seus desejos e necessidades com aquele conteúdo. Ter bons professores e planejar boas aulas é um passo importante para aumentar o engajamento e a qualidade geral dos cursos. Se o curso é bom e traz informações relevantes, é muito mais difícil que o aluno vá desistir.

E claro, se a tecnologia tem papel fundamental, trabalhar com tecnologias que sejam especializadas para o ensino a distância também pode trazer impactos muito positivos em relação à retenção dos alunos. Trabalhar com plataformas LMS específicas e que promovam a interação entre alunos e professores, e, além disso, sejam de utilização intuitiva e inclusiva, é ainda mais efetivo.

Hoje, existem diversas maneiras de melhorar as aulas e fazer com que os cursos estejam coesos, relevantes e que a tecnologia utilizada promova uma excelente experiência para os usuários. Dessa forma, instituições e alunos podem, juntos, combater o problema da evasão no EAD.

 

 

Palavras-chave: evasão no EAD